Glossário

Definições
Glossário

 

 

Definições

 

Segmento de Incorporação Imobiliária Residencial

 

Receita Operacional - Inclui os valores provenientes das unidades vendidas e revendidas dos empreendimentos residenciais da Cyrela, incluindo a correção monetária.

 

Custo de Vendas - Compreendem os custos relativos aos terrenos, os quais respondem pela maior parte desta rubrica, custos de construção (que incluem fundação, estrutura e acabamento, bem como custos relativos a uma ampla variedade de matérias-primas) e mão-de-obra própria e terceirizada.

 

Segmento de Incorporação e Venda de Lajes Corporativas

 

Receita Operacional - Inclui os valores provenientes da venda e revenda das lajes corporativas, que em geral são vendidas depois de construídas e alugadas. Existem três modalidades de venda de lajes corporativas: (i) venda a “preço fechado”, quando o preço é definido antes do início da construção, sendo que a apuração da receita é feita ao longo do período de construção do empreendimento; (ii) venda a preço de custo, quando geralmente a Companhia atua desde o início com um sócio-investidor que compra um percentual do terreno e paga somente o custo de construção da obra; e (iii) mista, combinando a modalidade “preço fechado” e preço de custo.

 

Custos de Vendas - Possuem os mesmos componentes do custo de construção dos empreendimentos imobiliários residenciais, ou seja, custo de aquisição do terreno, de construção e de mão-de-obra.

 

 

Segmento de Locação de Lajes Corporativas (presentes até agosto de 2007)

 

Receita Operacional - Consiste no aluguel proveniente das lajes corporativas que a Companhia incorpora e detém. Os contratos de locação têm prazo médio de 5 anos renováveis anualmente, e os valores são indexados ao IGP-M.

 

Custos de Vendas - Os custos são compostos pela depreciação dos imóveis destinados a locação, cujas taxas de depreciação variam de 1,2% a 2,5% ao ano, e das despesas com manutenção dos imóveis destinados a locação.

 

 

Segmento de Locação de Shopping Centers (presentes até agosto de 2007)

 

Receita Operacional - Recebimento de aluguel dos pontos comerciais e, em menor escala, na receita com a administração do estacionamento dos shoppings centers. Os aluguéis dos pontos comerciais são determinados com base no percentual de suas vendas, sujeito a um aluguel mínimo contratado independente dos níveis de vendas atingidos.

 

Custos de Vendas - São compostos basicamente pela depreciação dos shoppings centers, cujas taxas de depreciação variam de 2,0% a 2,5% ao ano, e das despesas com manutenção dos shoppings centers.

 

Prestação de Serviços

 

Receita Operacional - Consiste nos valores recebidos em decorrência da atividade de administração de edifícios comerciais e shoppings centers, das comissões recebidas nas intermediações de vendas imobiliárias e das taxas de administração faturadas pela construtora nas obras que a Cyrela realiza.

 

Custos de Vendas - Os itens de composição dos custos de serviços prestados são: mão-de-obra direta e indireta, locação de imóveis, condomínio, serviços prestados por terceiros e gastos com eventos para treinamento de equipe de vendas.

 

 

Despesas com Vendas

 

Incluem gastos com montagem dos plantões de vendas (stands de vendas), decoração do apartamento modelo, comissões sobre vendas, propagandas e publicidade. As despesas referentes aos stands de venda, a decoração do apartamento modelo e as comissões dos empreendimentos lançados e ainda não construídos ou em fase de construção, são diferidas para serem apropriadas às despesas com base no percentual de evolução financeira, conforme o caso, de cada empreendimento que as gerou.

 

 

Despesas Gerais e Administrativas

 

As despesas gerais e administrativas incluem principalmente os seguintes itens: serviços terceirizados (auditoria, consultoria, advocatícios e outros), remuneração aos empregados e encargos sociais, honorários da administração e encargos sociais, despesas societárias (publicação de atas, balanços, etc.), despesas legais (cartórios, tabelião, junta comercial etc.), além de outras despesas.

 

 

Glossário

 

Incorporação Imobiliária - 1. Ato ou efeito de incorporar ou empreender um projeto imobiliário. 2. Conjunto de atividades através das quais é possível uma empresa ou pessoa física construir uma edificação, promovendo a alienação total ou parcial das unidades autônomas que a compõem. 3. Processo que permite a comercialização legal de uma edificação que ainda está na planta ou em fase de construção.

Incorporador(a) - Pessoa física ou jurídica que promove a incorporação imobiliária em sistema de condomínios, podendo comercializar as unidades autônomas antes de estarem prontas – comprometendo-se, por contrato, a entregar os imóveis dentro das condições e prazos determinados.

 

Lançamento Imobiliário - Divulgação ao público, após o registro de incorporação, de determinado empreendimento imobiliário – através de eventos, ações promocionais, anúncios na mídia etc. É no lançamento que se disponibiliza as unidades para venda, sendo que no local onde o projeto será construído é montado um estande de vendas.

 

 

 

Por que a Cyrela Brazil Realty utiliza EBITDA?

 

O EBITDA representa o lucro (prejuízo) líquido antes do resultado financeiro, contribuição social e imposto de renda e depreciação e amortização. O EBITDA não deve ser considerado como uma alternativa para o lucro (prejuízo) líquido, como um indicador de desempenho operacional da Cyrela Brazil Realty, ou uma alternativa para fluxo de caixa como um indicador de liquidez. A administração da Companhia acredita que o EBITDA é uma medida prática para aferir seu desempenho operacional e permitir uma comparação com outras companhias do mesmo segmento. Entretanto, ressalta-se que o EBITDA não é uma medida estabelecida de acordo com os Princípios Contábeis Brasileiros (Legislação Societária ou BR GAAP) ou Princípios Contábeis Norte-Americanos (US GAAP) e pode ser definido e calculado de maneira diversa por outras companhias